CoralPrev se apresenta no aniversário de 100 anos do Lacen

17 de novembro de 2022 15:35. Atualizado há 1 anos.

O CoralPrev, Projeto do Programa Melhor Idade, desenvolvido pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Sergipe (SergipePrevidência), marcou presença em mais um importante evento. Desta vez, o grupo formado por aposentados e pensionistas do Governo do Estado se apresentou no centenário de criação do Instituto Parreiras Horta (IPH) atual, Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), nesta quinta-feira (17), na sede do órgão estadual. Desde a quarta-feira (16), o Lacen realiza uma extensa programação comemorativa aos 100 anos.

A diretora Geral da Fundação Parreiras Horta, Luciana Déda, que gerencia o Lacen, salientou durante a abertura do evento a importância das pessoas que formam o Instituto “Sem as mãos e o coração de vocês nada disso seria possível.”, relatou a gestora.

Para o presidente do SergipePrevidência, José Roberto de Lima, é uma satisfação ver o projeto do CoralPrev, iniciado há pouco tempo, já mostrando resultados e estando presente em importantes eventos. “Este é um projeto que nasceu do nosso desejo de oferecer atividades aos nossos aposentados e pensionistas, e vê-los se apresentando em diversos eventos, só nos motiva a continuar neste caminho”, frisou.

A bioquímica do laboratório do Hospital São Lucas, Maristela Almeida Cavalcanti, esteve presente no evento, acompanhando a apresentação, e destacando que o Lacen tem desenvolvido um trabalho muito importante, contando com grande apoio de todas as instituições de saúde privadas. “O Lacen também atende ao São Lucas, e isso foi importante, principalmente no início da pandemia, que foi algo novo, inesperado, e nós não sabíamos como lidar com isso. O Lacen comportou todos esses exames que enviamos e dava o retorno sempre com uma resposta rápida, tanto em relação ao tempo de exame como a todos os questionamentos”. Sobre a apresentação do CoralPrev ela celebrou: “Achei o coral lindíssimo. Uma animação e uma energia dessas pessoas da terceira idade. Elas colocaram a alma nessa apresentação”, finalizou.

Pular para o conteúdo