Sergipe cresce para B no Índice de Situação Previdenciária dos Regimes Próprios de Previdência Social do Governo Federal

9 de setembro de 2022 10:22. Atualizado há 1 anos.

Sergipe se destacou no resultado preliminar do Indicador de Situação Previdenciária (ISP) dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) dos estados e municípios, com nota B neste ano de 2022. O resultado é fruto dos esforços realizados pelo governo do Estado, nos últimos anos, para garantir uma gestão mais eficiente e a modernização do sistema previdenciário dos servidores estaduais.

O estado já esteve no indicador D, em 2020, subindo para o C em 2021, o que representa uma crescente na evolução do segmento do estado. Dentre os 27 estados, apenas 4 são A; 6 são B e os demais são conceitos C e D.

“O Indicador de Situação Previdenciária corresponde ao rating (classificação) dos Regimes Próprios de Previdência. Isso demonstra as evoluções nos aspectos de Gestão e Financeira do RPPS do Estado de Sergipe”, explica o diretor do SergipePrevidência, José Roberto de Lima Andrade.

O ranking é feito pela Secretaria de Previdência (SPrev), vinculada ao Ministério da Economia do Governo Federal. O ISP tem como objetivo aferir a qualidade da gestão dos regimes próprios de previdência, baseando-se em indicadores como gestão e transparência, situação financeira e atuarial, atribuindo a eles notas A B, C e D.

Pró-Gestão

Além disso, de acordo com a análise do ISP, somente dois Estados brasileiros possuem o ISP B e a Certificação Nacional do Pró-Gestão Nível 3: Sergipe e Mato Grosso do Sul.

Em relação ao Pró-Gestão Nível 3, o diretor do SergipePrevidência explica que o estado conquistou esse indicador em novembro de 2021. “O SergipePrevidência, naquele momento, era o segundo RPPS estadual do país a obter o Nível 3, e o quarto nacional a alcançar tal conquista”, complementa.

O Pró-Gestão visa avaliar a capacidade de gestão e de modernização de sistemas previdenciários em todo o país, por meio da utilização de boas práticas de administração de recursos, e da gerência geral das instituições e sistemas previdenciários.

*Agência Sergipe de Notícias

Pular para o conteúdo